Associação Selectiva Moda vania@selectivamoda.com
Cookies help us offer our services. By using this website you are agreeing with our Cookie Policy. Learn More

From Portugal textiles on a two-pronged approach in Munich

There are two major stages in which the Portuguese textile industry will be present: Munich Fabric Start and Munich Fabric Start Sourcing. At both fairs, held in Munich from September 3rd to 5th, the “From Portugal” entourage will present the best of what is produced in all textile areas, from knits to fabrics, from yarns to manufacture, always focused on sustainability and circular economy.

A.SAMPAIO – ALBANO MORGADO – ANTÓNIO MANUEL DE SOUSA – BERGAND BY GULBENA – BW FASHION – CRAFIL – FASHION DETAILS – IRMÃOS M. MARQUES – J. AREAL – JOSÉ DE ABREU – LA ESTAMPA – LURDES SAMPAIO – M.M.R.A – MAGMA – MODELMALHAS – RDD – SANMARTIN – SATINSKIN – SIDÓNIOS – TINTEX – TOP TRENDS – TRIMALHAS - VALÉRIUS

Nos próximos dias 3 a 5 de Setembro, a indústria têxtil nacional leva a etiqueta e o nome “Made in Portugal” a mais um dos principais palcos internacionais. Na capital de Baviera, Munique, os vários sectores dos têxteis portugueses vão apresentar as suas mais recentes novidades em duas feiras internacionais: a Munich Fabric Start e a Munich Fabric Start Sourcing, ambas a decorrer lado a lado no centro de congressos Munich Order Center.

A.Sampaio, Albano Morgado, BW Fashion, Crafil, Fashion Details, Irmãos M. Marques, J. Areal, José de Abreu & Filhos, La Estampa, Lurdes Sampaio, M.M.R.A, Magma, Modelmalhas, RDD, Sanmartin, Satinskin, Sidónios, Tintex e Trimalhas são as empresas que compõem a comitiva “From Portugal” na Munich Fabric Start. Já na feira dedicada ao Sourcing, as cores nacionais estarão representadas pela António Manuel de Sousa, a Bergand By Gulbena, a Top Trends e a Valérius. Uma vastíssima comitiva organizada pela Associação Selectiva Moda, à qual se juntará ainda a presença de várias outras empresas portuguesas como a Carvema, a Orfama, a Paulo de Oliveira, a Penteadora, a Riopele, a Somelos e a Tessimax.

Já com um longo histórico no mercado internacional, a Munich Fabric Start é ponto de encontro obrigatório entre os vários players do sector. Entre os dias 3 e 5 de Setembro, e à imagem das edições anteriores, são esperados na cidade alemã mais de 20 mil profissionais, entre designers, compradores, gestores de produto, empresários, jornalistas e representantes de todos os grandes grupos presentes no mercado internacional.

Entre a comitiva portuguesa as expectativas para o evento são assim elevadas: “A Munich Fabric Start é a principal feira do sector moda na Alemanha, já temos reuniões agendadas com alguns dos nossos clientes habituais e esperamos ter mais contactos, tanto da Alemanha como da Áustria”, afirma Miguel Mendes, responsável pela área comercial da A. Sampaio & Filhos, empresa de Santo Tirso especializada em malhas, que em Munique vai reforçar o seu posicionamento junto do segmento alto, com a aposta em fibras naturais como a lã.

John Gomes, responsável comercial da Modelmalhas, anuncia também o lançamento de várias novidades. “Vamos apresentar a nossa colecção outono/inverno 2020, com uma forte incidência nas matérias-primas sustentáveis. Fizemos uma vasta pesquisa no desenvolvimento destes produtos e acreditamos que serão muito bem aceites”, afirma o representante da empresa de Barcelos.

A RDD coloca também nas suas prioridades a abordagem aos mercados nórdicos. “Os países do Norte da Europa são mercados prioritários. Um dos valores da nossa empresa é a aposta na sustentabilidade e estes mercados são os que mais valorizam estes critérios”, explica Elsa Parente, CEO da empresa, que em Munique vai apresentar novos artigos, produzidos através de processos que permitem a poupança da água, a reutilização dos químicos e que utiliza sobretudo pigmentos naturais, não tóxicos, extraídos de fontes renováveis.

Através da insígnia ABREUFILS, a empresa José de Abreu promete também apresentar um longo catálogo de novos produtos. “Vamos apresentar forros em todas as composições e outros tecidos mais técnicos em polyester, polyamida, acetato e algodão para vestuário de sportswear, casualwear , profissional, desportivo e de cerimónia”, anuncia José Fernando Abreu, director comercial.

No subsegmento do Denim, a Crafil espera dar novos passos na internacionalização: “A nossa presença na feira deve-se ao facto de o mercado Alemão ser um mercado muito forte na área do Denim e o qual queremos explorar mais e melhor”, afirma  Vitor Alves, Sales Manager da empresa.

Já no sector de Sourcing, dedicado à confecção, a António Manuel de Sousa, empresa detentora da marca Vandoma, espera trazer de Munique encomendas firmadas por novos clientes. “Para as gravatas, as notas de encomenda são muitas vezes imediatas, motivo pelo qual levamos sempre as duas colecções. Nesta feira esperamos essencialmente clientes alemães, mas também ingleses”, destaca Ana Sousa, representante da empresa sediada no Porto.

T-shirts, Polos, Hoodies Jumpsuits, Blusas, Vestidos e Jackets serão alguns dos destaques da da Top Trends, outras das empresas portuguesas especializadas na confecção, que também coloca a sustentabilidade no seu cartão de visita. “Temos em destaque os produtos com matérias prima em Tencel, uma fibra que   requer 10 a 20 vezes menos água na sua produção em relação ao algodão e 99,7% dos solventes utilizados são reciclados”, adianta Daniel Simões, director geral da empresa.

No mercado dos acessórios, a Fashion Details promete fazer-se notar pela diferença. Na feira, a empresa vai apresentar mais de 2000 artigos diferentes. “As mudanças constantes no mundo da moda e sobretudo no mundo dos acessórios faz com que não possamos parar um dia que seja na procura do acessório perfeito para os nossos clientes. Nesta edição esperamos poder alicerçar algumas relações estabelecidas na edição do ano passado, bem como conquistar a confiança de novos clientes, sobretudo em países como Alemanha, Suíça e Austria”, explica Eliane Faria, directora geral da empresa.

A participação das empresas portuguesas na Munich Fabric Start e Munich Fabric Start Sourcing é uma iniciativa promovida pela Selectiva Moda e pela ATP – Associação Têxtil e Vestuário de Portugal, que visa promover a internacionalização das empresas portuguesas da área da Moda. O projeto “From Portugal” é co-financiado pelo Portugal 2020, no âmbito do Compete 2020 - Programa Operacional da Competitividade e Internacionalização, tendo um montante de apoio elegível de 12.571.412,64 €, dos quais 6.932.663,71 € são provenientes da União Europeia, através do Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional.”